A maior e uma das mais belas baías da costa brasileira, a Baía de Todos os Santos, encanta a todos que a visitam pelo grande número de ilhas tropicais, com praias e vegetação paradisíacas, e pela extrema riqueza histórica de seu cenário, pontilhado de igrejas, fortalezas, belos solares coloniais e sedes de fazendas. Já foi, nos séculos XVII e XVIII, o maior porto marítimo do Hemisfério Sul. Em seus 1100 quilômetros quadrados, abriga 56 ilhas, recebe as águas doces de inúmeros rios e riachos, além de ter debruçada em seu entorno a primeira capital do Brasil e a maior do Nordeste, Salvador da Bahia, e mais de dez municípios.

Ilha de Itaparica

É a maior ilha da Baía de Todos os Santos e um dos referenciais turísticos do Estado. Possui um potencial extraordinário de recursos naturais, guardando recantos de grande beleza natural, situados em lugares bucólicos, de extrema beleza. Possui também seus dotes da terra, como sua água mineral, com características hipotermal e francamente radioativa. Passou a ser considerada Estância Hidromineral em 1937. Na parte voltada para o oceano, apresenta uma cadeia de recifes, numa extensão de 15 Km, formando piscinas naturais, ótimas para banho.

A ilha foi emancipada de salvador em 8 de agosto de 1833 e elevada à cidade em 30 de julho de 1962. Depois foi desmembrada, passando a ter dois municípios: Itaparica e Vera Cruz. Itaparica fica com os povoados de Porto Santo, Manguinhos, Amoreiras e Ponta de Areia. Vera Cruz fica com os povoados da Penha, Barra do Gil, coroa, barra do Pote, Conceição, Barra Grande, Tairu, Aratuba, Berlinque e Cacha Prego, além da sede do município, Mar Grande.
sobe

Ilha de Maré

Parece ser um pedacinho do planeta esquecido pelo tempo. Mesmo estando localizada próximo a salvador - 20 minutos de barco - o povo da ilha cultiva hábitos antigos e vive basicamente da pesca e do artesanato. É um local ainda primitivo com belas praias e vilas de casinhas à beira-mar. Os três maiores povoados, Santana, Itamoabo e Praia Grande, são também as melhores praias. Em todas, porém, há presença de pedras e mangues.

A Praia das Neves tem águas límpidas, mar calmo e vegetação ao longo da costa. Entre os atrativos culturais estão as igrejas Senhora Santana, do século XIX, e Nossa Senhora das Neves, construída no século XVI.
sobe

Ilha dos Frades

É uma das menores ilhas da Baía de Todos os Santos, e também uma das mais importantes do ponto de vista paisagístico. Dona de exuberante floresta atlântica, conta com milhares de árvores nativas, inclusive pau-brasil. Tem a forma de uma estrela de quinze pontas e em cada extremidade está cada uma de suas belas praias.

É também considerada uma Reserva Ecológica, com tombamento municipal aprovado em 1982. Na ilha se encontram as ruínas de um lazareto, de um armazém onde os escravos chegados ficavam de quarentena, de um entreposto onde os escravos engordavam antes de serem vendidos, de uma casa de farinha, além de duas pequenas igrejas: a de Nossa Senhora do Loreto e a de Nossa Senhora de Guadalupe.

Na Ponta de Nossa Senhora, há uma concentração de barracas de praia que servem bebidas e petiscos, especialmente lagosta aferventada. Além desta, são muitas as praias, como Paramana, Loreta, Viração, Tobar e Praia da Costa.
sobe

Salinas da Margarida

Para quem busca a prática de esportes náuticos, caminhadas, banhos e pesca, Salinas da Margarida é uma ótima opção.

A pesca do camarão é, atualmente, a principal atividade econômica desse município, criado recentemente e que, por muito tempo, foi um dos pontos de veraneio mais procurados pelos moradores da região e de Salvador.

Entrando pelo Rio Paraguaçu, encontramos a Barra do Paraguaçu onde encontramos belas praias desertas e quedas d´água em plena praia. Uma caminhada na praia, com a maré baixa na direção contrária ao rio, vai levar até a prainha do Tubarão e, logo depois, à Pedra Mole, uma falésia de onde uma queda d´água oferece um delicioso banho doce à beira mar.
sobe